home-yoga

Conheça mais a si mesmo
e descubra a Paz Interior

 

Cadastre aqui o seu EMAIL
e receba um áudio de
MEDITAÇÃO GUIADA

Não sabe por onde começar?
Sinta-se livre para entrar em contato conosco.

  FALE CONOSCO

Últimas do Blog EntreSer

Celebre a Vida com Saúde

Celebre a Vida com Saúde

Receitas Ayurvédicas para compartilhar

O alimento é substância sagrada de acordo com o Ayurveda. O que comemos é a base para que nosso corpo, pensamentos e emoções possa existir. Então, o momento de sentarmos para nos nutrir é um momento sagrado de evidente união com a natureza e direcionamento à vida.

Ler mais
Os Doshas e o autoconhecimento

Os Doshas e o autoconhecimento

Os antigos sábios da Índia, ou Rishis como ficaram conhecidos, buscaram compreender a vida através de suas observações e intuições mais profundas, advindas de intensos períodos de meditação,  contemplação e autoconhecimento. Comprometidos com sua busca pela Sabedoria, eles estabeleceram a fundação do pensamento humano mais complexo da antiguidade,

Ler mais
Ayurveda e a Arte do Equilíbrio

Ayurveda e a Arte do Equilíbrio

Albert Einstein, certa vez, disse que “viver é como andar de bicicleta, para manter o equilíbrio você precisa manter-se em movimento”. O mais ilustre cientista do século XX pensava o universo como uma dança, onde todos os agentes estão em conexão, em um movimento dinâmico e harmônico entre todas as partes.

Ler mais

Saiba mais sobre nossos Cursos & Atendimentos Online


Depoimentos

Com os ensinamentos da yoga e o tratamento Ayurvédico aprendi a buscar a paz mental e o equilíbrio nas pequenas práticas cotidianas, trazendo um auto-conhecimento e redirecionando todos os aspectos da minha vida, Agradeço imensamente ao Marcus, pelos riquíssimos ensinamentos e pela atenção e dedicação.

​Hanna​ Zambotti

​Hanna​ Zambotti

Cientista Social, 24 anos

A depressão quase me venceu. Infelizmente, ela é o mal do século XXI, de acordo com a OMS. Sei que ainda há um estigma muito grande em relação a essa doença, mas decidi falar abertamente sobre minha experiência de foro íntimo por considerar que isso pode contribuir para pessoas que, como eu, passaram por dias extremamente difíceis e desesperadores. Busquei diversas alternativas de tratamento e seria injusto falar que elas não apresentaram resultados. No entanto, considero que eles foram insuficientes. Cheguei à consulta com a terapeuta ayurvédica com poucas esperanças, mas com o desejo de que pudesse encontrar a solução para a tormenta e sofrimento que estava vivendo há muitos anos. Surpreendi-me ao ouvi-la dizer que as questões eram tratáveis e estavam ligadas ao excesso de toxinas e desequilíbrio dos doshas (perfis biológicos dos indivíduos). Meio desconfiado, decidi dar crédito à nova abordagem, pois precisava tentar algo diferente para ver se conseguiria resultados ainda não alcançados. Também me surpreendi ao perceber a profundidade e a fundamentação do Ayurvêda. Cético, eu confrontava todas as respostas que me eram dadas com conhecimentos que eu havia obtido por meio de leituras, observações ou conversas com médicos, nutricionistas, educadores físicos, psicólogos etc. Posso dizer que a primeira fase do tratamento, a desintoxicação, foi fundamental para uma mudança drástica na minha saúde. Em apenas 10 dias recuperei a sensação de bem estar, leveza e energia perdida há anos. Não quero dizer com isso que foi fácil seguir as recomendações e lidar com as reações biológicas e psicológicas do processo, mas foi muito recompensador. Em tempo, difícil era ficar como eu estava. Com a desintoxicação e incorporação de hábitos para harmonização, rapidamente pude perceber mais efeito nos medicamentos que eu estava tomando. Vi na prática a concretização do provérbio ayurvédico que diz que “sem uma boa alimentação nenhum remédio faz efeito, com uma boa alimentação nenhum remédio é necessário”. E mais, “que seu remédio seja seu alimento e que seu alimento seja seu remédio” (Hipócrates). Como minha mente passou a funcionar melhor, tive mais clareza para lidar com as questões do dia a dia. Isso me ajudou muito, principalmente no processo de entendimento e execução mais pragmática das valiosas lições dos dois anos de terapia com psicóloga. Os resultados dos tratamentos anteriores ao Ayurvêda foram literalmente potencializados. O Ayurvêda não foi o único responsável por minha melhora, mas definitivamente foi o desencadeador do processo. Em suma, o Ayurvêda superou todas as minhas expectativas e, por ter me encontrado e me reestabelecido, decidi seguir seus princípios para o resto da vida. Hoje admiro profundamente os conhecimentos de muitas gerações de indianos e tantas pessoas iluminadas que não somente se dedicaram a estudos, pesquisas e observações para construção de uma ciência para o equilíbrio e a saúde humana, mas que os compartilharam para que muitos fossem beneficiados. Graças a esses conhecimentos de cuidados integrais, peguei muitos atalhos e pude ir direto aos pontos que precisavam ser tratados. Posso dizer que uma revolução aconteceu na minha vida. A depressão foi embora. Naturalmente, continuo alerta e não deixo de me cuidar, mas o “terror” se foi. Hoje, quando há uma situação desafiadora (prefiro esse termo à famigerada palavra “difícil”), não somente sei como lidar, mas tenho força e saúde para tal. Enfatizei a depressão neste relato, mas outras queixas também foram resolvidas. Senti que minha vida recomeçou com o Ayurvêda e não foi um recomeço qualquer: eu literalmente despertei para uma vida mais consciente, harmoniosa, profunda e feliz. Obedecer aos fluxos naturais da vida é o segredo. Voltando ao início do depoimento, decidi compartilhar minha experiência com uma doença que exaure e rotula negativamente as pessoas porque me sinto encorajado e motivado para dizer a todos que porventura precisem ouvir isso: HÁ CURA! Todo meu investimento de tempo, dedicação, estudo, pesquisa, dinheiro etc. no Ayurvêda não pagam, nem de longe, os inúmeros benefícios que obtive. Provei, aprovei e vou continuar provando e, tenho certeza, aprovando. Por fim, meu agradecimento especial à excelente terapeuta Débora, que soube conduzir o processo com muita maestria. 

Wellington Lima

Wellington Lima

Administrador, 43 anos

Uma das primeiras coisas que eu avalio quando me deparo com uma palestra é o palestrante. Primeiro vejo a intenção que está por trás de todo aquele movimento. É uma espécie de avaliação do sentido coisa, do seu valor. Se o que se busca é o Bem, fico tranquilo e passo para o segundo critério que é a capacidade de síntese do palestrante. A capacidade de síntese demonstra o conhecimento adquirido pelo palestrante, a dedicação que ele teve e a capacidade de transmitir o que aprendeu. Por último, como terceiro critério, vejo o quanto o palestrante é aquilo que diz. É um critério de coerência.

As palestras de Marcus me foram muito valiosas porque fui capaz de estar mais próximo de temas que me são caros e a poder compreendê-los com mais exatidão, estar mais próximo de vivê-los. Foram palestras capazes de tocar todos os âmbitos do meu Ser (corpo, mente e espírito).

Por isso, só me resta agradecer o carinho e a dedicação que recebi vindos de vocês, até mesmo este convite para escrever o depoimento veio preenchido desse cuidado e dessa atenção tão característico de vocês e de tudo que vocês prezam e realizam.

Breno Bucek

Breno Bucek

Psicólogo, 27 anos

Minha experiência com o (a) Ayurveda tem sido marcante e transformadora. A começar pela compreensão multissensorial do indivíduo dentro dessa filosofia. Somos vistos – e por consequência, passamos a nos ver – de forma completa, seres bio psico espirituais integrais. Essa perspectiva pauta a busca pela manutenção de um estado ótimo de saúde e aprimoramento contínuo. Ao aceitar o desafio de viver com escolha e deliberação, assumi ativamente a tarefa de visar pelo meu próprio bem-estar. Sendo assim, passei a evitar qualquer tipo de escapismo, contrapondo-me a tendência atual da adaptação a deformidade.

Tendo praticado Yoga durante muitos anos, já estava ciente dos aspectos biológicos, interpessoais e ambientais que compõe nossa totalidade corporal e influencia nossa individualidade. Já faziam parte da minha rotina o auto-questionamento, a auto-atualização e a auto-realização, mas o (a) Ayurveda fez com que eu os vivenciasse de forma ainda mais profunda e realizadora.

Carolina Feldmann

Carolina Feldmann

Psicóloga, 35 anos

Minha busca por equilíbrio da saúde física, emocional, mental e espiritual apenas está começando e sei que muito tenho pra fazer. Me equilibrei bastante após nossos encontros e após o Panchakarma. Você se lembra de como cheguei aí? Minha vitalidade em baixa, com fortes desequilíbrios orgânicos e sem conseguir digerir quase nada. Estômago, fígado, instinto delgado e grosso comprometidos e endometriose profunda. Então começamos a cuidar. Primeiro a ama pachana pra preparar a limpeza em seguida as massagem maravilhosas (abhyangas, shirodhara). Fui aprendendo quais os alimentos eram compatíveis com o meu dosha e a cuidar do que estava em desequilíbrio nele. E fui retomando a vitalidade quando comecei a digerir novamente os alimentos e a fazer os exercícios matinais. Senti uma melhora ainda maior quando fiz o Panchakarma. Nele fiz uma limpeza profunda especialmente no fígado, e também nas emoções e pensamentos . A pratica do yoga durante o Panchakarma me fez ver como tudo pode ser diferente. Ainda estou longe de aproveitar tudo que aprendi mas já tenho certeza que este é um bom caminho e quero caminhar mais por ele. Muita gratidão a todos vocês que cuidaram de mim!! Espero retomar em breve!!

Ivete Borges

Ivete Borges

Psicóloga​, 47 anos

Veja todos

Copyright 2019 ©  Instituto EntreSer – Todos os direitos reservados

r.ramos infotec

Receba nosso Conteúdo

Miminizar Maximizar Fechar