Depoimentos

A depressão quase me venceu. Infelizmente, ela é o mal do século XXI, de acordo com a OMS. Sei que ainda há um estigma muito grande em relação a essa doença, mas decidi falar abertamente sobre minha experiência de foro íntimo por considerar que isso pode contribuir para pessoas que, como eu, passaram por dias extremamente difíceis e desesperadores. Busquei diversas alternativas de tratamento e seria injusto falar que elas não apresentaram resultados. No entanto, considero que eles foram insuficientes. Cheguei à consulta com a terapeuta ayurvédica com poucas esperanças, mas com o desejo de que pudesse encontrar a solução para a tormenta e sofrimento que estava vivendo há muitos anos. Surpreendi-me ao ouvi-la dizer que as questões eram tratáveis e estavam ligadas ao excesso de toxinas e desequilíbrio dos doshas (perfis biológicos dos indivíduos). Meio desconfiado, decidi dar crédito à nova abordagem, pois precisava tentar algo diferente para ver se conseguiria resultados ainda não alcançados. Também me surpreendi ao perceber a profundidade e a fundamentação do Ayurvêda. Cético, eu confrontava todas as respostas que me eram dadas com conhecimentos que eu havia obtido por meio de leituras, observações ou conversas com médicos, nutricionistas, educadores físicos, psicólogos etc. Posso dizer que a primeira fase do tratamento, a desintoxicação, foi fundamental para uma mudança drástica na minha saúde. Em apenas 10 dias recuperei a sensação de bem estar, leveza e energia perdida há anos. Não quero dizer com isso que foi fácil seguir as recomendações e lidar com as reações biológicas e psicológicas do processo, mas foi muito recompensador. Em tempo, difícil era ficar como eu estava. Com a desintoxicação e incorporação de hábitos para harmonização, rapidamente pude perceber mais efeito nos medicamentos que eu estava tomando. Vi na prática a concretização do provérbio ayurvédico que diz que “sem uma boa alimentação nenhum remédio faz efeito, com uma boa alimentação nenhum remédio é necessário”. E mais, “que seu remédio seja seu alimento e que seu alimento seja seu remédio” (Hipócrates). Como minha mente passou a funcionar melhor, tive mais clareza para lidar com as questões do dia a dia. Isso me ajudou muito, principalmente no processo de entendimento e execução mais pragmática das valiosas lições dos dois anos de terapia com psicóloga. Os resultados dos tratamentos anteriores ao Ayurvêda foram literalmente potencializados. O Ayurvêda não foi o único responsável por minha melhora, mas definitivamente foi o desencadeador do processo. Em suma, o Ayurvêda superou todas as minhas expectativas e, por ter me encontrado e me reestabelecido, decidi seguir seus princípios para o resto da vida. Hoje admiro profundamente os conhecimentos de muitas gerações de indianos e tantas pessoas iluminadas que não somente se dedicaram a estudos, pesquisas e observações para construção de uma ciência para o equilíbrio e a saúde humana, mas que os compartilharam para que muitos fossem beneficiados. Graças a esses conhecimentos de cuidados integrais, peguei muitos atalhos e pude ir direto aos pontos que precisavam ser tratados. Posso dizer que uma revolução aconteceu na minha vida. A depressão foi embora. Naturalmente, continuo alerta e não deixo de me cuidar, mas o “terror” se foi. Hoje, quando há uma situação desafiadora (prefiro esse termo à famigerada palavra “difícil”), não somente sei como lidar, mas tenho força e saúde para tal. Enfatizei a depressão neste relato, mas outras queixas também foram resolvidas. Senti que minha vida recomeçou com o Ayurvêda e não foi um recomeço qualquer: eu literalmente despertei para uma vida mais consciente, harmoniosa, profunda e feliz. Obedecer aos fluxos naturais da vida é o segredo. Voltando ao início do depoimento, decidi compartilhar minha experiência com uma doença que exaure e rotula negativamente as pessoas porque me sinto encorajado e motivado para dizer a todos que porventura precisem ouvir isso: HÁ CURA! Todo meu investimento de tempo, dedicação, estudo, pesquisa, dinheiro etc. no Ayurvêda não pagam, nem de longe, os inúmeros benefícios que obtive. Provei, aprovei e vou continuar provando e, tenho certeza, aprovando. Por fim, meu agradecimento especial à excelente terapeuta Débora, que soube conduzir o processo com muita maestria. 

Wellington Lima

Wellington Lima

Administrador, 43 anos

Como quem se dirige a um desconhecido para pedir informação, foi casualmente que me deparei com  o Instituto EntreSer. E aquele desconhecido, de imediato, se tornou um amigo querido, propiciador de equilíbrio,  bem estar e paz de espírito, tudo o que se espera da verdadeira amizade.  Essa imagem bem retrata a minha aproximação e  os  benefícios para minha saúde psicossomática advindos a partir da experimentação das terapias oferecidas no Instituto  EntreSer. Primeiro foi o tratamento Ayurvédico orietando pela Débora em 2016, associado  com as massoterapias  (Shirodhara, Abhyanga e Swedana). Em seguida, dei início à prática de yoga com o Marcus para culminar com o curso de iniciação à meditação que frequentei ministrado pelos dois. Para além da transformação que experimentei ao longos dos últimos dois anos, me encantou e me conquistou a  dedicação, a seriedade, a erudição, e não menos importante, a simpatia, que emana dos dois estudiosos da mente e da alma humanas. 

Hélio Macedo

Hélio Macedo

Servidor público federal - 52 anos.

Quando decidi parar de comer carne, procurei a medicina tradicional, mas não obtive a orientação que esperava. Foi quando tive contato com o Instituto EntreSer e me interessei pela Alimentação Ayurvédica. A orientação que tive foi além das minhas expectativas, principalmente porque me conscientizou  sobre a minha responsabilidade no processo de transformação pela alimentação e pelas boas práticas da vida cotidiana. Isso quer dizer que não basta esperar resultados com uma dieta, mas produzir a mudança no dia a dia. A iniciação ao Yoga e à meditação também foram fundamentais para uma transformação mais profunda no meu estilo de vida. Aprender a respirar e a ter gratidão pela experiência milagrosa da vida mudou minha perspectiva diante do mundo.

Fátima Rossi

Fátima Rossi

Professora - PUC Minas

Iniciei o tratamento ayurveda faz pouco tempo e já estou sentindo os efeitos em minha vida. É interessante como a boa alimentação vem provocando alterações sutis, mas perceptíveis, inclusive em relação à minha clareza de raciocínio. Vou então ter a liberdade aqui de contar uma das coisas que aconteceu comigo. Estou fazendo faculdade à noite, e, ao mesmo tempo, estou com muitas demandas no serviço, o que vinha fazendo com que eu chegasse todos os dias muito atrasada nas aulas, perdendo grande parte das explicações dos professores. No dia da prova estava com muito receio, por que tinha estudado muito pouco. Mas, surpreendentemente, eu me saí muito bem, porque, mesmo não estando com o conteúdo na ponta da língua, consegui raciocinar com mais clareza durante a resolução das questões, o que me levou a perceber mais facilmente as respostas corretas. Além disso, quanto ao efeito da ayurveda em outros aspectos de minha vida, acabei por ver na prática que, quando estamos com o organismo mais livre das toxinas, ficamos com a mente mais livre para, por exemplo, fazermos escolhas mais positivas na vida, nos relacionarmos melhor com as pessoas e exercermos mais compreensão em relação ao outro. Percebi, enfim, que a ayurveda nos possibilita uma melhor integração com os desafios e com as pessoas que estão ao nosso redor. A terapeuta ayurvedica que me atendeu, Débora Nogueira, um amor de pessoa, foi importante mediadora desse processo, muito competente e sensível para me perceber e sempre à disposição para me atender e orientar na minha busca de uma vida mais integral em relação ao corpo, mente e espírito. Só tenho que agradecer!

Adriana Rachid

Adriana Rachid

Servidora Pública

Encontrei o caminho da medicina ayurvédica depois de um longo tempo de perguntas em minha vida. Com certeza, buscava respostas para minha saúde, para meus hábitos e meus conflitos. Porém, para além de respostas, a medicina ayurvédica me deu a experiência de um encontro.

Respostas e experiência são coisas muito diferentes. Respostas são frias e ocas, a experiência é quente e cheia de vida. O encontro que experimentei, me trouxe mais perguntas, que me fizeram aprofundar ainda mais naquilo que vinha observando e refletindo. Encontrar com a sabedoria do corpo traz muita responsabilidade. Precisamos aprender a respeitá-lo e, para isso, é preciso abrir mão de muitas construções que fizemos para nós mesmos. O encontro com o corpo, com sua sabedoria, chegou então em minha vida como um chamado. Somos chamados a superar a nós mesmos, para nos tornar o que verdadeiramente somos.

E diante dessa responsabilidade e dessa liberdade, espero conseguir caminhar

Cláudia Salum

Cláudia Salum

Psicóloga, 31 anos

Minha experiência com o (a) Ayurveda tem sido marcante e transformadora. A começar pela compreensão multissensorial do indivíduo dentro dessa filosofia. Somos vistos – e por consequência, passamos a nos ver – de forma completa, seres bio psico espirituais integrais. Essa perspectiva pauta a busca pela manutenção de um estado ótimo de saúde e aprimoramento contínuo. Ao aceitar o desafio de viver com escolha e deliberação, assumi ativamente a tarefa de visar pelo meu próprio bem-estar. Sendo assim, passei a evitar qualquer tipo de escapismo, contrapondo-me a tendência atual da adaptação a deformidade.

Tendo praticado Yoga durante muitos anos, já estava ciente dos aspectos biológicos, interpessoais e ambientais que compõe nossa totalidade corporal e influencia nossa individualidade. Já faziam parte da minha rotina o auto-questionamento, a auto-atualização e a auto-realização, mas o (a) Ayurveda fez com que eu os vivenciasse de forma ainda mais profunda e realizadora.

Carolina Feldmann

Carolina Feldmann

Psicóloga, 35 anos

Copyright 2018 ©  Instituto EntreSer – Todos os direitos reservados

 

Receba nosso Conteúdo

Miminizar Maximizar Fechar