Yoga para quê?

O Yoga é uma das tradições vivas mais antigas da humanidade. Muitos o entendem como uma exótica prática oriental de posturas psicofísicas, contudo, o âmbito corporal constitui apenas o véu que encobre o vasto universo da filosofia do Yoga. A essência da tradição do Yoga propõe técnicas para a expansão da consciência e o despertar de nossas mais altas possibilidades. O florescer do Yoga remonta a milhares de anos atrás, aos primórdios da civilização humana e sua sabedoria permanece relevante e atemporal.

ancientyogiNascido há mais de 3.000 anos na antiga civilização da Índia e ainda relativamente novo ao ocidente, o Yoga chegou até nós fragmentado e muitas vezes separado da meditação, que constitui o ápice de sua prática, distanciado da Filosofia Indiana e do Ayurveda, a medicina natural da Índia.

Desde tempos imemoriais, a Índia foi o berço de grandes sábios e viu brotar em seu povo filosofias e modos de entender a realidade tão profundos que ainda hoje ressoam no coração daqueles que buscam compreender os mistérios da consciência humana e do universo. O pensamento indiano como um todo aponta para o reconhecimento de uma realidade interior de paz ininterrupta, um refúgio interno onde podemos encontrar todas as respostas para os nossos questionamentos.

A beleza destes ensinamentos antigos nos leva a transpor as barreiras temporais e culturais, de forma que possamos viver em nós mesmos as possibilidades que a sabedoria de outrora nos deixou através das tradições filosófico espirituais. A Sabedoria da antiguidade Indiana nos convida à auto-observação e ao autoconhecimento, à constante contemplação do ímpeto original da vida que se expressa através da existência humana e é de extrema importância para que, como humanidade, retomemos o que nos esquecemos ao perdermos nossa conexão com a natureza e com nosso próprio ser. 

ori_2726f980da00929b04606301b6018b5aDesta forma, todos os métodos e estilos de vida desenvolvidos pelos grandes filósofos e sábios da Índia ao longo dos últimos quatro milênios têm um único propósito: ajudar-nos a romper os hábitos da nossa consciência ordinária e perceber nossa identidade verdadeira, nos integrando com a realidade tal como ela é. A meta do pensamento indiano é libertar-nos do sofrimento que é produto de nossos próprios condicionamentos inconscientes ao alinharmos mente, corpo e emoções com nossa consciência mais profunda.

Em contraste com os interesses dos modernos filósofos ocidentais, os fundamentos da filosofia indiana sempre tiveram como eixo central a transformação, e não informação; uma mudança radical da natureza humana e, com isso, uma renovação da sua compreensão não só do mundo exterior mas também de sua própria existência; uma transformação tão completa quanto possível que, ao ser coroada pelo êxito, leva a um total renascimento.

~ Por Marcus Fonseca

Tags:

Comentários

Seja o primeiro a enviar uma mensagem.

Envie seu comentário

Copyright 2020 ©  Instituto EntreSer – Todos os direitos reservados

r.ramos infotec

Receba nosso Conteúdo

Miminizar Maximizar Fechar